Uma Noite de Arte, Vinho e Jazz com o Ícone Internacional da Música, Sérgio Mendes e Brasil 2017, no The Ridgefield Playhouse

Agenda

Uma Noite de Arte, Vinho e Jazz com o Ícone Internacional da Música, Sérgio Mendes e Brasil 2017, no The Ridgefield Playhouse

By

SERGIOSérgio Mendes é o artista brasileiro de mais sucesso internacional. Desde meados da década de 1960 até o final da década de 1970, Mendes estabeleceu sua lenda, levando inúmeros álbuns e singles, como “Brasil 66”, “Mas Que Nada” e “The Look of Love”, ao topo da parada de música pop.

A Série Ridgefield Playhouse e Moffly Media Evening of Art, Wine e Jazz apresenta uma noite com Sérgio Mendes e Brasil 2017 na terça-feira, 17 de outubro às 20h. Quem adquirir o ingresso pode desfrutar de uma degustação de vinhos grátis e aperitivos de cortesia da Padaminas Bakery, Buffet and BBQ e exposição de arte de Veronica Martins no lobby antes do show.

Produtor, compositor, tecladista e vocalista, o single de Sérgio Mendes, “Mas Que Nada”, é a primeira canção em língua portuguesa a entrar na lista de música pop americana da Billboard e o mix assinatura de bossa nova e samba de Mendes e a inovadora instrumentação pop acabaram definindo a música brasileira. Com uma carreira abrangendo cinco décadas, sua influência duradoura na indústria da música continua a evoluir. Vencedor de três prêmios Grammy®, com três indicações adicionais, gravou mais de 35 álbuns, com inúmeros álbuns de ouro e platina entre eles. Em 2012, Mendes recebeu uma indicação ao Oscar® por Melhor Canção Original para “Real in Rio” da animação Rio. Sérgio Mendes gravou com alguns dos maiores nomes da indústria da música que inclui muitos artistas atuais como The Black Eyed Peas, Janelle Monae e John Legend em seu álbum, Magic. Tenha uma excelente noite com um jantar e um show – visite o Backyard de Bailey (23 Bailey Avenue, Ridgefield) e receba 10% de desconto apresentando seu ingresso! O apoio para este evento vem do Jornal Tribuna.

Sérgio Mendes vem gravando desde 1961 e tocou no lendário clube de jazz de Nova York, Birdland, com sua banda em 1962. Depois de assinar com a A&M Records em 1966, ele se tornou o maior artista brasileiro da década — o que realmente diz algo quando se considera que também foi a década da bossa nova e do grande sucesso “Garota de Ipanema”, ambos fenômenos. Uma espécie de contraparte brasileira para o cabeçalho da marca A&M, a própria Tijuana Brass da Herb Alpert, Brasil 66 de Mendes, com duas das mais lindas vocalistas da era, incluindo Lain Hall (que mais tarde se casou com Herb Alpert) — alcançou o topo da Billboard de singles com o sucesso como “The Look of Love” (que imediatamente se tornou um sucesso no lançamento), capas de “Scarborough Fair” e “The Fool on the Hill”, e, provavelmente, sua música assinatura, “Mas Que Nada”. Os álbuns de Mendes mantiveram o traçado durante os anos 70. Em 1983, ele tocava um dos maiores sucessos de sua carreira com o incrível “Never Going to Let You Go”, que atingiu o topo das paradas AC, Pop e Black Singles. Em 1993, Mendes ganhou o Prêmio GRAMMY® pelo álbum Brasileiro. A música de Mendes é tão representativa de seu Brasil natal, de fato, já mencionado em “Mas Que Nada”, que seu primeiro sucesso tornou-se sinônimo do país em todo o mundo.

Para ingressos ($75), ligue para a bilheteria em 203-438-5795, ou visite ridgefieldplayhouse.org. O Ridgefield Playhouse é um centro de artes cênicas sem fins lucrativos localizado à 80 East Ridge, paralelo à Main Street, Ridgefield, CT.

 

 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedIn
October 11, 2017

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *