A História de Rodrigo Satizabal

View this post in other languages: English, Español

American Dream Series

A História de Rodrigo Satizabal

By Maria Danniella Gutiérrez- Salem Advogada Estrangeira – Venezuela

Nosso entrevistado hoje é um jovem de Cali, Departamento de Valle del Cauca, República da Colômbia. Seu nome é Rodrigo Satizabal.

Diga, por que você decidiu se mudar para os EUA? “Para ser honesto, a decisão não foi minha. Minha mãe pensou que teríamos uma vida melhor aqui nos Estados Unidos e meu pai apoiou sua decisão. Eu tinha apenas 13 anos e realmente não queria mudar. Na época, eu estava prosperando como jogador de futebol. O meu sonho era tornar-me jogador profissional e, em algum momento, fazer parte da seleção nacional da Colômbia. Meu país de origem é conhecido por seus atletas. Há pessoas que dizem que na maioria dos jovens colombianos vive um boxeador, ciclista ou jogador de futebol. Suponho que em mim era um jogador de futebol. Devo dizer que, embora o futebol seja atualmente um esporte popular nos Estados Unidos, não era dezessete anos atrás quando cheguei, portanto, meu sonho de ser um jogador profissional foi interrompido, mas não meu amor por ele. Descobri, ao longo dos anos, que há muitas maneiras de se ter sucesso nos esportes e uma delas é ser treinador. Atualmente, ofereço meus serviços como treinador para jovens jogadores que desejam melhorar no esporte e ganharem bolsas, jogar profissionalmente no futuro ou simplesmente porque gostam de aprender sobre o esporte.”

Você tem credenciais que o endossam como treinador de futebol? “Certamente. As credenciais que obtive são ambas da Colômbia e aqui dos Estados Unidos. O futebol é um esporte que requer talento, mas também conhecimento e, acima de tudo, muita disciplina. Um bom jogador é alguém que coloca sua mente, coração e esforço em cada treino, e por trás de um jogador está sempre sua equipe e seu treinador. Ser jogador de futebol não é uma decisão, é um modo de vida. Muitas coisas devem ser renunciadas. No meu caso, jogo para me manter em forma, para que eu possa dar 100% aos jovens que treino.”

O que você sente falta da Colômbia? “A família e a atitude descontraída. Na Colômbia, as visitas não são anunciadas de antemão. As festas só são agendadas quando são em algum salão, caso contrário, elas acabam quando o último convidado sai. A melhor desculpa para se juntar é simplesmente conversar. Os eventos sociais não são a única vez que você pode se reunir com sua família, porque geralmente fazemos isso o tempo todo. Outra coisa é que quando você tem um problema, muitas pessoas estendem uma mão amiga.”

Você tem família aqui? “Minha mãe mora em Chicago e minha irmã mora aqui em Connecticut. Dependo de ambas, especialmente minha irmã e sua família. Tenho sobrinhas lindas que fazem minha vida muito feliz com suas histórias e perguntas.”

Seu pai vive na Colômbia? “Infelizmente, meu pai morreu, e a verdade é que, às vezes, é difícil acreditar. Meu pai era meu amigo. Gostava de conversar com ele, e ele foi um grande apoio para mim ao tomar decisões importantes. Ele sempre encontrou uma maneira de me mostrar os dois lados de uma moeda para me ajudar a decidir algum coisa.”

O que você gosta nos Estados Unidos? “Este é um país organizado onde as instituições funcionam. É um país com desenvolvimento tecnológico, grande infraestrutura e segurança. Sou grato a ele e, embora, como já disse antes, não tenha sido decisão minha vir para cá, foi minha decisão ficar aqui. Penso que, em termos de trabalho e financeiramente, estou muito melhor aqui do que estaria na Colômbia.”

Qual seria a sua mensagem final? “A vida é como um esporte. Se você colocar muito esforço e desejo, as coisas sairão bem e se isso não acontecer, então é hora de continuar treinando até sair como você quer.”

María Danniella Gutiérrez-Salem praticou direito na Venezuela antes de seguir seu próprio sonho americano e tornar-se escritora nos Estados Unidos. mdgutier@gmail.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedIn
March 21, 2018

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *