Perda e as Festas de Fim de Ano: Ajuda para Aqueles que Estão em Luto

View this post in other languages: English, Español

Artigos, Colunas, Saúde

Perda e as Festas de Fim de Ano: Ajuda para Aqueles que Estão em Luto

By Kevin Berrill, MSW, LCSW | Traduzido em português por Fernanda Sinha

Após a morte de um ente querido, muitos lutam para lidar (alguns podem dizer “sobreviver”) com os feriados. Ação de Graças, Chanucá, Natal, Kwanzaa e Ano Novo podem ser momentos de conexão, renovação espiritual e alegria; mas para muitos que sofrem, as festividades são um lembrete doloroso da ausência de seus entes queridos.

Não há como escapar das músicas natalinas, propagandas, comida, displays ou ritmo frenético. Também não há como trazer nossos entes queridos de volta, mas aqui estão algumas maneiras de aliviar a dor e tornar a temporada de festas significativa:

  • Permita os sentimentos. Quando aqueles que amamos morrem, é natural sentir-se triste, zangado, desesperado, confuso, entorpecido, culpado ou sozinho. Ignorar ou suprimir seus sentimentos e fingir ser alegre provavelmente tornará os feriados mais difíceis. Às vezes, quando aceitamos, ao invés de resistirmos a nossos sentimentos, momentos de felicidade rompem esse ciclo.
  • Respeite suas necessidades.Para alguns em luto, as tradições das festas de fim de ano podem ser reconfortantes e significativas. Mas se você tiver dúvidas sobre se seus planos de festas habituais estão certos este ano, não há problema em romper com a tradição. Permita-se alterar onde, como e com quem você passa as festas.

Informe os outros se você não gosta de comprar presentes. Se você optar por participar do amigo secreto de Natal, mantenha tudo simples. Por exemplo, compre on-line, compre cartões-presente ou compre o mesmo item para cada um dos destinatários.

  • Faça um plano. Espontaneidade é ótima, mas ter um plano, mesmo que você decida alterá-lo, provavelmente lhe dará uma maior sensação de controle, tornando menos provável que você acabe se sentindo isolado ou surpreendido pelas expectativas e decisões dos outros.
  • Cuide do seu corpo.Tente descansar, alimentar-se e exercitar-se o suficiente. Lembre-se de que álcool e açúcar em excesso podem fazer você se sentir esgotado e deprimido. Mantenha o máximo possível de sua rotina e coma de forma sensata.
  • Aproxime-se. Reserve tempo para a solidão, se precisar. Por outro lado, tente entender os entes queridos se quiser se conectar. Deixe-os saber o que você precisa – uma refeição, ajuda nas compras, alguém para cuidar das crianças, orações ou apenas ouvir. Às vezes, ajuda compartilhar sentimentos com outras pessoas que estão sofrendo. Muitos hospitais, igrejas e casas de repouso oferecem apoio ao luto durante as férias.
  • Lembre e honre.Na morte, nossos entes queridos vivem na memória. Você pode incluí-los simbolicamente em suas festas: doe a sua instituição de caridade favorita, participe de um funeral, seja voluntário para ajudar outras pessoas necessitadas, reúna amigos ou familiares para compartilhar histórias sobre eles ou acenda uma vela memorial.
  • Seja solidário. Se você ama outras pessoas que estão de luto, abstenha-se de decidir, dar conselhos ou promover uma agenda para as festas de fim de ano. Uma ligação telefônica, cartão ou e-mail ponderado também pode fazer uma diferença significativa.
  • Faça uma pausa e respire. No momento em que tantos ao seu redor são pegos em uma rodada interminável de presentes, dê a si mesmo o presente da presença, fazendo uma pausa sagrada várias vezes ao dia para se recompor.

Kevin Berrill, LCSW é assistente social clínico no Ann’s Place, um centro comunitário de apoio ao câncer em Danbury, CT

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedIn
December 4, 2019

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *