Ubuntu: “Eu Sou Porque Nós Somos”

View this post in other languages: English, Español

Artigos, Editorial

Ubuntu: “Eu Sou Porque Nós Somos”

By Emanuela Palmares | Traduzido em português por Fernanda Sinha

Nesta temporada de festas, a família Tribuna gostaria de desejar a seus leitores, anunciantes, apoiadores e todas as comunidades que ela serve – o espírito do “Ubuntu”.

O bispo Desmond Tutu, vencedor do Prêmio Nobel da Paz em 1984, por sua oposição ao apartheid na África do Sul, descreve a tradução da palavra Ubuntu como “eu sou porque nós somos”.

“Os africanos têm uma coisa chamada Ubuntu. Acreditamos que uma pessoa é uma pessoa através de outras pessoas. Que minha humanidade está envolvida, ligada, inextricavelmente, à sua. Quando eu desumanizo você, eu desumanizo a mim mesmo. O ser humano solitário é uma contradição. Portanto, procure trabalhar pelo bem comum, porque sua humanidade se estabelece na comunidade, no pertencimento”.

Ao iniciarmos 2020, seremos desafiados como indivíduos, como comunidade e nação a desumanizarmos uns aos outros, concentrando-nos no que nos divide. Mas se buscarmos o espírito do Ubuntu, se cada um de nós reconhecermos a humanidade um do outro em meio a nossa discórdia, nem tudo estará perdido.

Com o coração cheio de gratidão, desejamos boas festas a todos!

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedIn
December 4, 2019

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *