Ano Novo: O que Estou Fazendo de Mim Mesmo?

View this post in other languages: English, Español

Bem-estar, Colunas

Ano Novo: O que Estou Fazendo de Mim Mesmo?

By Eric Faria

No final de todo mês de dezembro, é comum reavaliarmos o significado dos últimos 12 meses.

Também é comum definirmos metas para o ano novo prestes a começar. Se você parar um momento para avaliar onde estava há um ano e onde está agora, o saldo é positivo ou negativo?

Assumir a responsabilidade por nós mesmos e por nossas vidas é um passo necessário para rompermos o ciclo que mantém nossas vidas estagnadas. Sem ele, 2020 ou qualquer outro ano, será apenas uma repetição dos anos anteriores.

É hora de começar a trabalhar. Transforme sua vida de dentro para fora e crie um ano que seja digno de você. Comece respondendo às seguintes perguntas:

  1. Qual é o meu principal valor na vida?
  2. Qual é o meu valor secundário na vida?
  3. O que me emociona?
  4. O que enche meu coração? O que impulsionaria meu despertar?
  5. Quais são as ideias mais fortes que tenho de manhã?
  6. O que eu penso quando vou para a cama? Em quem eu penso?

Essas respostas são seus valores, que é outra palavra para crenças. Agora que você os conhece, pode começar a agir de acordo com a pessoa que deseja se tornar. Escreva o seguinte para sempre lembrar: minhas crenças ditam minhas ações e minhas ações formam quem eu sou.

Sócrates disse uma das minhas frases favoritas de todos os tempos: “Uma vida não examinada não vale a pena ser vivida”.

Portanto, quando você se conhecer e pensar por si mesmo, poderá entender seu comportamento: por que escolher o que é familiar, embora doloroso, em vez de uma nova possibilidade; por que as situações se repetem com novas pessoas ou em lugares distintos; por que as tarefas são iniciadas e não concluídas; e por que você não pode se perdoar pelos erros que cometeu.

A zona de conforto é uma zona morta. Não haverá nenhuma nova lição, nenhuma surpresa, se você optar por morar nela. E confie em mim, é uma escolha. Uma escolha diária que se faz. Tudo o que o deixa confortável leva à mediocridade. Quanto mais você se desafiar, mais será capaz de responder ao chamado de sua vida.

Existem dois tipos de indivíduos: aqueles que conhecem seus propósitos e que estão realizando o trabalho diário para o qual foram colocados na Terra, e aqueles que não têm ideia que têm uma lenda pessoal para viver e que simplesmente existirão até morrerem.

A realidade do mundo é assim: tudo o que não está se expandindo está se contraindo; tudo o que não está melhorando está piorando.

Neste ano novo, jogue fora qualquer lista de objetivos externos que você tenha. Meu desejo é que você se concentre em si mesmo. Volte para dentro! Seja muito claro sobre quem você é. A partir daí, execute ações diferentes saindo da sua zona de conforto. Seu autoconhecimento, associado à sua auto-expansão, o guiará a belas descobertas.

Esta linha de Um Curso em Milagres soa particularmente relevante agora: “Os milagres são certos para todos, mas a purificação é necessária primeiro”. Vamos purificar nossas mentes do pensamento baseado no medo, reconectarmos à nossa essência e permitir que o amor nos mostre algo novo no ano novo.

 

Eric Faria é especialista em comunicação e sinergia, podcaster, palestrante e colunista. Ele produz e apresenta o programa de TV I AM with Eric Faria, disponível no YouTube. O programa também é um podcast no Apple Podcasts e SoundCloud. Para agendar sua consulta inicial, envie um e-mail para eric@ericfaria.com.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedIn
December 14, 2019

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *