Raiva, ou como experimentar toda a sua humanidade

View this post In: English, Español

Bem-estar

Raiva, ou como experimentar toda a sua humanidade

By Eric Faria

Ultimamente, tenho pensando em minha raiva. Chamou minha atenção que tenho muita energia negativa armazenada dentro de mim. Pense nisso da seguinte maneira: se você pensa sobre uma pessoa ou um evento e isso causa desconforto ou uma dor aguda em seu peito, você tem raiva não tratada. A melhor maneira de lidar com essas emoções é, naturalmente, liberá-las.

Quando você se apega a pensamentos e emoções negativas, eles terão que finalmente chegar à superfície. Das dores de cabeça ao câncer, a maioria das doenças físicas que encontramos são psicossomáticas, ou seja, são causadas ou agravadas por um fator mental, como conflito interno ou estresse.

Pode haver momentos em que ficamos tão irritados com alguém que nos encontramos imaginando formas de se vingar da dor que ela nos causou. Lembre-se, no entanto, de que os pensamentos que você acabou de ter são criações de sua mente.

Há uma citação das escrituras budistas que eu sempre me lembro: “Agarrar-se à raiva é como agarrar um carvão quente com a intenção de jogá-lo em outra pessoa; você é quem se queima”.

Pensamentos de vingança criam uma energia de desequilíbrio em seu corpo e mente, muitas vezes deixando você triste, cansado e, em geral, em um estado de desesperança.

As melhores maneiras de lidar com essas emoções é escrever um diário, meditar e usar a raiva como um meio para a ação. Não é preciso ser obcecado por academia para usar o exercício para liberar a raiva. De fato, a atividade física tem um efeito preventivo: um estudo de Yale sugeriu que períodos prolongados de corrida antes de uma experiência perturbadora podem diminuir sua reação emocional.

Com nossas mentes limpas e a energia negativa fora do caminho, podemos lembrar que tudo tem um propósito. Considere que talvez as ações da outra pessoa ou pessoas não tenham nada a ver com você, o que pode tornar mais fácil perdoá-las.

Um Curso em Milagres diz que um milagre é simplesmente uma mudança na percepção do medo para o amor. Ao praticar essa consciência ativa sempre que algo desagradável acontece ou quando alguém nos maltrata, estamos trazendo um pouco de paz ao mundo. O perdão é, afinal, um presente que nos damos. Não estamos apagando o que aconteceu, ou esquecendo as ações de outra pessoa, antes, estamos desistindo da ideia de que o passado poderia ter sido diferente. Essa ideia, por si só, é imensamente libertadora.

No final do dia, é nossa a responsabilidade lidar com nossas emoções: o bom, o mau e o feio. Mesmo que você não tenha acesso a ajuda profissional, existem recursos gratuitos que podem ser usados: liberte sua raiva exercitando-se, meditando ou escrevendo uma carta para a pessoa que o prejudicou e depois queimando-a. Se nenhuma dessas opções soa atraente, crie seu próprio ritual “livre da raiva” agora, e seu eu futuro agradecerá por todas as doenças psicossomáticas que você evitou. E que melhor presente existe do que levar uma vida saudável?

Eric Faria é especialista em liberdade emocional, palestrante, treinador e colunista. Ele produz e hospeda o programa de TV I AM com Eric Faria, exibido na área da grande Danbury no Comcast Channel 23 às segundas-feiras às 20h30. Também está disponível no YouTube. Para contatá-lo, envie um e-mail para eric@ericfaria.com.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedIn
October 9, 2017

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *