Pianista e Mezzo-Soprano Brasileira Divide sua Paixão Musical

View this post in other languages: English, Español

Colunas, Little Brazil

Pianista e Mezzo-Soprano Brasileira Divide sua Paixão Musical

By Karla Rensch

A música é uma das paixões que acompanha o ser humano em seu processo evolutivo. Além de desconhecer e ultrapassar fronteiras culturais e econômicas, é ainda para muitos alimento que nutri a alma. Podemos observar que tanto nos Estados Unidos como no Brasil, esse amor direcionado a música é uma constante e é incentivado desde a mais tenra infância.

Rebecca Batista de Almeida despertou a sua paixão pela música ainda pequena com o Canto Coral na sua escola, no Rio de Janeiro, Brasil. O piano entrou em sua vida um pouco mais tarde, mas chegou com força total e permanece com ela até hoje.

A pianista carioca completou seu bacharelado em música com especialização em piano na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Depois de ter recebido convites para estudar na Alemanha e nos Estados Unidos, ela decidiu imigrar para o estado de Connecticut, USA, e aqui fazer o seu Mestrado em Piano Performance e Pedagogia. Hoje, ela chama de lar esse pedacinho do mundo.

Almeida conta que advoga avidamente em favor do aprendizado da música para todas as idades. Não somente por conta dos benéficos desenvolvimentos emocionais e sociais, mas também por conta do comprovado desenvolvimento da inteligência e das habilidades cognitivas, fato que torna a música especialmente importante para crianças.

A atividade musical, seja ela tocar um instrumento ou cantar, demanda longos períodos de atenção focada na dinâmica visual, auditiva e motora. Isso, por sua vez, promove um nível de habilidades cognitivas mais alto para aqueles que se dedicam à essa atividade, favorecendo áreas extra-musicais como a matemática, o aprendizado de línguas, ciências, etc. Como se isso não fosse incentivo bastante, crianças e adultos que se dedicam a tocar um instrumento ou cantar por anos apresentam, comprovadamente, o QI mais elevado.

No meio do seu mestrado em piano, aconteceu o inusitado e Rebecca conta que se deixou seduzir novamente por uma paixão adormecida, a de cantar, para o desespero dos seus professores que insistiam para que ela concentrasse apenas no piano. O que parecia ser só um hobbie como tantos outros, cantar na igreja e em concertos entre amigos, acabou arrebatando seu coração por inteiro.

Atualmente, Almeida é requisitada por diversas companhias de Ópera em CT, como a CT Lyric Opera e a Hartford Opera Theatre. Desde 2016, ela tem levado sua voz à Toscana, na Itália, para onde retorna todo verão.

A pianista e mezzo-soprano brasileira divide seu tempo entre a sua posição de Ministra de Música, seus alunos de piano e canto, personagens de Ópera, tocando em Musicais, concertos e cantando em eventos com o duo que tem com o seu marido, Blake Hansen, que também é pianista.

Concluindo, Almeida conta que espera que a música entre em mais corações e que essa arte maravilhosa atraia cada vez mais adeptos!

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedIn
April 4, 2018

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *