“Balança Alto, Balança Baixo” – Recordando os Parquinhos de Infância

View this post in other languages: English, Español

Crianças E Família

“Balança Alto, Balança Baixo” – Recordando os Parquinhos de Infância

By Anne E. Mead, Ed. D.

Pense nos dias em que você passava horas no seu balanço favorito ouvindo os pássaros e brincando com seus amigos. Horas se passavam até que o sino do jantar tocava ou sua mãe te chamava para comer. Lá se foram os dias de inventar seu próprio espaço para brincar. Eles agora são substituídos por equipamentos mais modernos e seguros. Mas nem toda criança tem a oportunidade de usá-los e balançar. Crianças com deficiências físicas e limitações frequentemente exigem equipamentos modificados nos parquinhos para se ajustarem ao seu tamanho ou estrutura muscular, e que sejam mais baixos em relação ao solo para acomodar uma cadeira de rodas com rampas e diferentes escadas. Embora mais crianças sejam diagnosticadas com necessidades físicas especiais, faltam parquinhos adaptáveis que possam acomodar muitas delas.

Em Danbury, não há escolas que tenham parquinhos adaptáveis onde muitas crianças possam usá-los de uma só vez. Há parquinhos com um ou dois brinquedos para crianças com necessidades especiais. Este é o caso da Pembroke School à Rota 37 em Danbury. A Pembroke School tem mais de 350 alunos, com 24% deles com necessidades especiais. Atualmente, no parquinho da escola há um balanço adaptativo para crianças com limitações físicas, mas o lugar está com problemas de drenagem, o que muitas vezes impede o acesso dos alunos.

A diretora Dra. Sharon Epple e a professora de educação especial Leigh Viviano estão dedicando seu tempo para liderar uma campanha para um novo parquinho que permitirá que várias crianças com necessidades especiais usem as estruturas que lhes deem acesso.

A área do parquinho será compatível com a ADA para cadeiras de rodas, altura dos equipamentos e espaçamento para permitir que crianças com todo tipo de deficiência tenham a oportunidade de experimentar um balanço, uma escada ou um escorregador. Quadros de música, caixas de areia para cadeiras de rodas, estruturas de escalada e escorregadores serão o ponto alto da experiência de qualquer criança.

Os parquinhos são caros, mas ver o prazer no rosto de cada criança e a sensação de realização da escalada é excepcional. Ar fresco, aprender a brincar com os outros e ter as mesmas oportunidades é apenas razoável para crianças com deficiências. Não apenas a escola poderá usar o parquinho durante o dia, como as famílias poderão usá-lo durante a noite, no verão e nos finais de semana. A Pembroke School e sua PTO estão trabalhando para angariar US$ 150.000,00 para sua construção. Isso inclui o design, demolir o antigo, melhorar o solo e a construção do novo parquinho. Ajude nossos filhos de Danbury compartilhando o sonho da Pembroke School de que todas as crianças possam brincar juntas fazendo uma doação para o fundo. Acesse http://www.thepembrokeplayground.com/  para ver fotos do novo parquinho e fazer sua doação.

 

Anne E. Mead, Ed. D. é administradora dos Programas de Educação Infantil e Extensão das Escolas Públicas de Danbury. Se você tiver alguma dúvida, não hesite em contatá-la pelo telefone 203-830-6508 ou meadan@danbury.k12.ct.us.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedIn
June 20, 2018

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *