Não É a Voz da Minha Mãe: Coisas que Prometi que Nunca Diria aos Meus Filhos

View this post in other languages: English, Español

Crianças E Família, Noticia

Não É a Voz da Minha Mãe: Coisas que Prometi que Nunca Diria aos Meus Filhos

By Anne E. Mead, Ed. D.

Quando eu estava crescendo, minha mãe dizia coisas ao meu irmão e a mim que eu prometi a mim mesmo que nunca diria aos meus filhos. Embora eu tenha feito essa promessa, ela foi esquecida. Depois de ouvir essas coisas e conversar com meus filhos sobre o que os incomodava, compilei uma lista mental de coisas que nunca deveriam ser ditas.

Como crianças, todos nós desenvolvemos a auto fala positiva e negativa. Ela representa palavras e frases faladas que são mantidas em nossa memória de longo prazo. Quando nos deparamos com um desafio, a auto fala positiva ou negativa ressurge. Se uma criança ouve constantemente: “você é burra igual seu amigo”, ela não será capaz de resolver com sucesso uma tarefa difícil. Ajudar as crianças a aprenderem a auto fala positiva as ajuda a desenvolver a persistência e a capacidade de permanecer na linha para o desenvolvimento da autoestima positiva.

Aqui estão algumas coisas que ouvi de meus próprios pais, e que eu ou outros dizemos aos seus filhos. Tentar ficar longe dessas frases é o objetivo para colocar seu filho no caminho do sucesso.

“Você tem potencial, mas não use isso”. As crianças se sentem insultadas, e muitas vezes perdem qualquer motivação e podem desenvolver uma atitude de “Eu não ligo”. Em vez disso, os pais devem perguntar: “Como posso ajudá-la a atingir seu potencial total?”

“Estou desapontado com você”. Esta frase é, em alguns casos, apropriada para usar, no entanto, o tom de como ela é dita que é importante. Um comentário como este deve ser usado em particular e com amor “como posso ajudá-lo a fazer melhor na próxima vez”.

“Sua irmã nunca fez isso”. Como pais precisamos ser justos com nossos filhos. Algumas crianças precisam de pouco apoio para realizar uma tarefa, enquanto outras precisam de mais. A educação equitativa é dar a cada criança o que ela precisa para ser bem sucedida; personalizar sua abordagem e apoio é necessário para cada uma delas.

“Sua irmã nunca teria feito isso”. Nunca compare irmãos. As crianças têm suas próprias personalidades e estilos. Como pai é importante ver os atributos positivos que cada criança tem e construir algo sobre eles. Ter uma criança favorita é uma abordagem perigosa para formar relacionamentos positivos com seus filhos.

“Você nunca terá nada”. Esta é a auto fala negativa. Cada criança tem seu caminho e, como pai, é nossa responsabilidade educar nossos filhos para fazerem boas escolhas.

“Estou ocupado agora, podemos conversar depois”. Nossos filhos são os seres mais preciosos que nos é confiado criar. Dar-lhes o tempo para conversar, chorar ou comemorar é o que significa ser pai. O crescimento das crianças é rápido. Dê a elas tempo para incutir os valores e as crenças quando são jovens.

À medida que o final do ano se aproxima, junte-se a mim para aproveitar o tempo para ouvir e estar presente para nossos filhos. Que este final de ano seja seguro e saudável para sua família.

Artigo escrito por Anne E. Mead, Ed. D., administradora dos Programas de Educação Infantil e Ensino Estendido das Escolas Públicas de Danbury. Se você tiver alguma dúvida, fique à vontade para entrar em contato com ela em 203-830-6508 ou meadan@danbury.k12.ct.us.

 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedIn
December 9, 2017

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *