Os Cinco Presentes

View this post in other languages: English, Español

Crianças E Família

Os Cinco Presentes

By Anne E. Mead, Ed. D.

É aquela estação do ano em que somos bombardeados por comerciais de TV, catálogos em nossas caixas de correio e vendas nas lojas toda vez que você pensa em brinquedos, presentes e ideias para presentes de Natal. Pode ser desanimador tentar descobrir o que seu filho realmente quer, brincará ou precisa. Durante essa época do ano, ouço muitos pedidos de crianças como “Eu quero isso, eu quero aquilo”. Muitas vezes as crianças olham os catálogos escolhendo ou circulando os brinquedos que lhes interessam ou que querem. Gostaria de usar a estratégia da minha filha e do seu marido para definir “o que você precisa”. Como uma família de seis, com crianças com 11, 9, 6 e 18 meses tentar discernir tudo que eles querem pode ser um tanto preocupante e caro. Em vez disso, este ano eles decidiram que os presentes envolverão cinco sugestões.

Espera-se que cada criança determine o que deseja respondendo as cinco perguntas seguintes: algo que você precisa; algo para vestir; algo para ler; algo que seja criativo e algo que você queira. Ontem à noite, no jantar, os filhos de Ashley estavam conversando sobre as cinco perguntas e o que estavam pensando em pedir. Minha filha me disse que a garota de 11 anos já havia decidido algo para vestir e estava compartilhando com a garota de 6 anos que não conseguia se decidir. Ashley ouviu do outro quarto enquanto a conversa continuava. Não só foi uma conversa de muitas trocas entre as duas meninas, mas também esclareceu como a mais nova estava fazendo sentido com as escolhas do que queria usar. Sua irmã mais velha estava ajudando-a a colocar uma roupa que ficaria bem nela. “Sim”, minha filha pensou, “elas estão realmente pensando nisso!”

Quando minha filha e meu genro propuseram, pela primeira vez, o uso de solicitações de presentes e que as crianças realmente pensassem no que queriam, fiquei admirada. Não apenas limita o “eu quero”, é uma forma de as crianças aprenderem a ter apreço pelo que têm e pensar criticamente sobre o que precisam. Há uma diferença entre “eu quero” e “eu preciso”. Todos queremos muitos itens, mas definir ‘minhas necessidades’ é diferente: faz com que uma criança ou um adulto pense sobre as necessidades reais e como os itens necessários podem ser usados.

Você pode perguntar como as crianças receberam as sugestões de presentes. No começo, elas tiveram que pensar sobre isso, mas gostaram de poder conversar entre si para ter ideias. Agora elas estão animadas para ver o caminhão de entrega chegar pensando que pode ser um dos seus presentes. Tenho certeza de que o Papai Noel trará um presente surpresa e, como avós, haverá um ou dois nossos.

Queremos desejar a todas as famílias da região metropolitana de Danbury um final de ano seguro: cheio de rostos sorridentes e famílias felizes.

 

Anne E. Mead, Ed. D. é administradora dos Programas de Educação Infantil e Aprendizagem Extendida das Escolas Públicas de Danbury. Se você tiver alguma dúvida, não hesite em contatá-la pelo telefone 203-830-6508 ou meadan@danbury.k12.ct.us.

 

 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedIn
December 5, 2018

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *