Época do Orçamento Escolar – Hora de se Informar e se Envolver

Editorial

Época do Orçamento Escolar – Hora de se Informar e se Envolver

By

É época do orçamento escolar e se você tem ou não filhos no sistema escolar, deve se informar e se envolver.

De acordo com uma análise do Projeto de Financiamento Escolar de Connecticut, as Escolas Públicas de Danbury são o 7º maior distrito de Connecticut e educam 11.483 estudantes. Desses estudantes, quase 60% são de baixa renda, mais de um em cada quatro são alunos de inglês e quase um em cada oito precisa de serviços de educação especial. As Escolas Públicas de Danbury gastam US$ 12.742 por aluno, o menor valor no estado, e menos que distritos semelhantes.

Os contribuintes de propriedades de Danbury pagam quase US$ 0,70 de cada dólar no orçamento educacional da cidade, cerca de US$ 8.930 por estudante.

Através da fórmula de Compartilhamento de Custos Educacionais (ECS, na sigla em inglês), o estado de Connecticut distribui fundos para os distritos escolares públicos locais para que esses cubram uma parte dos custos com educação.

Mas o que parece ser um sistema justo em teoria vem com grandes falhas. Por exemplo, apenas uma dessas fórmulas leva em consideração as necessidades dos alunos e da comunidade. As fórmulas também são fortemente baseadas em onde a escola está localizada, e devido à crise fiscal do estado, ela não pode ser totalmente financiada como está (na verdade, ela não foi totalmente financiada por anos).

Por exemplo, no ano fiscal de 2019, estima-se que Danbury receba US$ 32,3 milhões em financiamento da ECS. Mas, se o montante baseado na fórmula do ECS fosse totalmente financiado, Danbury receberia cerca de US$ 55,7 milhões em financiamento – um valor surpreendente de US$ 23,4 milhões a mais que o distrito está programado para receber no ano fiscal de 2019.

Então, como resultado: o que acontece? Uma disputa entre a equipe “Não aumente meus impostos locais” versus a equipe “financiamento total” surge na época do orçamento municipal e as tensões bem-intencionadas se intensificam.

De um lado, você tem aqueles que não querem aumentos de impostos locais, quando eles veem 70% de seus impostos investidos em escolas em vez de outros serviços da cidade. Muitos já não têm filhos no sistema escolar e já fizeram contribuições para isso no passado.

Por outro lado, você tem aqueles que defendem mais recursos para melhorar nossas escolas e atendem a uma crescente população de estudantes que se expandiu em parte devido à capacidade da cidade de atrair novos negócios e residentes. Eles veem um crescimento que não é totalmente levado em consideração pela fórmula de financiamento do estado, mas que, no entanto, representa nossa futura força de trabalho, nossos futuros proprietários e nossos futuros líderes.

E no meio, temos o Estado de Connecticut, com sua luta para sair da sua crise financeira. O estado está analisando a implementação de pedágios e cobrando impostos adicionais para gerar mais receita, o que ainda não o capacitará a financiar integralmente sua própria fórmula de Compartilhamento de Custos Educacionais.

Então, o que precisa acontecer? Todos os lados precisam ver uma maneira de se tornar parte da mesma equipe, que seja responsável por nossos recursos atuais, mas que esteja de olho em nosso futuro como comunidade unificada durante o processo orçamentário. Uma equipe que veja todas as facetas do crescimento da cidade como um ativo positivo, transformando-a em um grande centro urbano e que esteja disposta a investir para torná-la uma cidade que todos possamos nos orgulhar. Uma equipe que torna um sistema escolar mais forte leva a valores de propriedade mais altos, com um desejo crescente de morar e criar uma família aqui.

Devemos continuar unindo forças, defendendo e lutando pelo financiamento educacional justo para todos na capital do estado – financiamento que se baseia nas necessidades de aprendizado do aluno, seja previsível, eficiente e acessível e leve em consideração a profundidade e amplitude dos diferentes tipos de diversidade em todas as comunidades.

Mas o que você pode fazer? Independentemente de qual time você esteja, venha ao Fórum da Comunidade sobre o Orçamento Escolar, na quarta-feira, 20 de março de 2019 das 18h às 20h na Rogers Park Middle School (localizada à 21 Memorial Drive, Danbury, Connecticut 06810). Você poderá saber mais sobre como os mandatos não financiados, a fórmula de Compartilhamento de Custos Educacionais de Connecticut (ECS) e o aumento de matrículas estão afetando as Escolas Públicas de Danbury. Serviços de cuidados infantis e de tradução em português e espanhol também serão fornecidos. Para se inscrever para o cuidado de crianças, ligue para 203-797-4734.

Pode não haver uma solução alcançada no fórum, mas pode ser o começo da criação da “Equipe Danbury” como uma frente unificada para o futuro da nossa cidade.

 

O autor desta coluna de opinião é a editora Emanuela Palmares, que também atua no Conselho Educacional de Danbury.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedIn
March 8, 2019

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *