Nomeação ao Prêmio Sonho Americano Tribuna Está Aberta

Veja esta matéria em English, Español

American Dream Awards, American Dream Gala, Editorial

Nomeação ao Prêmio Sonho Americano Tribuna Está Aberta

By Emanuela Palmares - Tradução: Fernanda Magrini Sinha

A definição de sonho americano escrita em 1931 por James Truslow Adams, um nativo de Connecticut, diz que: “a vida deve ser melhor, mais rica e mais completa para todos, com oportunidade para cada um de acordo com sua habilidade ou realização” independente da classe social ou circunstâncias de nascimento. O sonho americano está enraizado na Declaração da Independência, que proclama: “Todos os homens são criados iguais” com direito à “vida, à liberdade e à busca da felicidade”.

A organização sem fins lucrativos New American Dream Foundation, criada para servir como o braço filantrópico do Jornal Tribuna, foi criada para celebrar esta busca pelo Prêmio Sonho Americano e Bolsas de Estudos.

Uma busca que dá origem a um novo significado do sonho americano surge através da vida de cada imigrante que chega a um país, daqueles que chegaram à Ilha Ellis ou daqueles que chegam através do Aeroporto JFK.

Por meio do nosso Prêmio por Realizações de Uma Vida, lembramos nossa comunidade daqueles ombros nos quais estamos nos apoiando celebrando a vida de pessoas como Americo S. Ventura, filho de imigrantes portugueses, que regressou à sua cidade natal de Danbury para exercer advocacia em 1957, continuando nos 60 anos seguintes e ajudando inúmeras famílias de imigrantes ao longo do caminho.

Ou Sr. Anthony Rizzo, que migrou para os Estados Unidos quando criança durante a Segunda Guerra Mundial, enviado por sua mãe viúva com sua irmã em um navio para navegar 8.000 km através do oceano e viver com seu tio em Danbury, CT. Em 1962, fundou a Rizzo Companies, com um caminhão e dois funcionários, que mais tarde se tornaria um império, conhecido por sua generosidade a cidade de Danbury.

Com nossos Prêmios Pessoa, Veterano e Estudante do Ano, honramos aqueles que são o futuro de nossa comunidade de imigrantes. Nos últimos três anos, foram apresentadas mais de 350 indicações de indivíduos que migraram de vários países para o nosso estado — Brasil, Peru, México, Guatemala, Equador, Portugal, China, Haiti, Bangladesh e Índia.

Nomeações que levaram a vencedores com histórias inspiradoras como a Pessoa do Ano do Sonho Americano de 2014 — Silvia Osdranus, que escreveu em sua nomeação:

“Minha vida foi uma jornada difícil e tive que superar muitos obstáculos. Fui discriminada porque não falava inglês. Derrotei o vício pelo tabaco, o vício pelo álcool, a depressão e a doença do meu filho mais novo, a agonia e a dor de não ter meus outros filhos comigo… Hoje estou mais forte do que nunca, com apenas uma visão em mente, o bem-estar e a felicidade da minha família. Realizei muitos de meus sonhos; por exemplo, o de me tornar cidadã americana”.

Ou nosso Estudante do Ano de 2015 — Mohammed Alam:

“Quando criança fui comparado a outros filhos de amigos da família e era repreendido com comentários como: ‘Saquib tirou muitos As e ganhou um prêmio presidencial. Ele ouvia seus pais e os deixava orgulhosos. Por que você não pode ser como ele?’ Meus pais queriam um clone do garoto estereotipado muçulmano: As e um Ph.D. Mas não era o que eu queria. Eu não estava mais vivendo em Bangladesh. Era a América, e eu tinha a liberdade de viver minha própria vida”.

E a Estudante do Ano de 2016 — Angelica Crespo:

“Eu nasci em Danbury, CT. Vivi aqui minha vida inteira. Quando meu pai foi deportado, eu tinha 12 anos e tive que assumir as responsabilidades de um adulto. Eu passei de brincar com meus irmãos a cuidar deles. O tempo todo nossa mãe estava trabalhando muito para conseguir uma fração do salário do meu pai para sustentar nossa família. O pior sentimento, além de ter que deixar o meu pai, era ver minha mãe chegar em casa exausta com pés inchados, músculos doloridos e sem energia. Meu único objetivo na vida é deixar meus pais orgulhosos, especialmente minha mãe. Quero mostrar a ela que a dor nas costas e os pés inchados não foram em vão”.

São tempos desafiadores para que as pessoas vejam o outro como pessoas. O Prêmio Sonho Americano é uma oportunidade de nos lembrarmos de nossa humanidade e desempenharmos o papel de ajudar alguns a alcançarem seus sonhos.

Então, se você conhece alguém que o inspirou com uma história do sonho americano ou se você é um imigrante que superou desafios para alcançar seus sonhos e deseja inspirar outros em sua comunidade, nomeie a si mesmo ou nomeie alguém ao Prêmio Sonho Americano.

Basta visitar o nosso site e seguir as orientações e instruções do formulário de nomeação. Conte a história deles, conte a sua história e ajude-nos a celebrar, apoiar e inspirar nossa comunidade.

 

Para nomear:

www.tribunaamericandreamawards.com/nomination-form.

 

Para doar e apoiar o programa de bolsa de estudos:

www.thenewamericandreamfoundation.org/

 

 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedIn
March 22, 2017

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *