Quando Devemos Todos Gritar por uma Injustiça?

Veja esta matéria em English, Español

Editorial, Imigração

Quando Devemos Todos Gritar por uma Injustiça?

By Emanuela Palmares

Na última semana de março, a comunidade imigrante de Danbury testemunhou duas prisões realizadas pelo Serviço de Imigração e Controle de Alfândegas (ICE). Segundo as autoridades, ambos os homens têm antecedentes criminais.

Um dos homens já havia sido declarado culpado em relação a uma ofensa contra um menor e assinado um documento de autodeportação um ano antes de cometer o crime.

Portanto, quando ouvimos a retórica anti-imigrante que pinta todos como criminosos, o que fazemos quando um membro de nossa comunidade se torna uma ilustração dessa caracterização? Vamos às ruas para protestar contra a injustiça de uma deportação de qualquer membro da comunidade, indiferente do que eles poderiam ter feito?

Não podemos permitir que nossas lentes “imigratórias” desfoquem nosso julgamento na busca pela justiça. Justiça para famílias imigrantes ou estudantes imigrantes. Justiça para os imigrantes homens e mulheres que trabalham em empregos que a maioria nunca consideraria fazer. Justiça para as vítimas de um crime cometido por qualquer pessoa, independentemente de onde eles vieram ou nasceram, independentemente de terem sido deportados anteriormente ou não.

Vivemos em uma era diferente da que vivíamos em 2007. Estamos agora sob uma administração diferente que tem tornado seu apetite para a deportação muito público.

Mas sejamos honestos, até agora, o mesmo tipo de prisões e deportações do ICE que aconteciam durante a administração Obama estão acontecendo agora sob a administração Trump.

A diferença é que agora, sob a lente microscópica de vídeos que podem ser compartilhados nas redes sociais em questão de minutos, versus relatos de testemunhas do que aconteceu com um amigo de um amigo, ela parece mais visceral. Nós veremos a parte feia do processo gostemos ou não. E isso pode ser assustador para todos os imigrantes que são indocumentados, independentemente de sua ficha criminal.

Mas as imagens que vemos, os trechos de notícias que recebemos em nossos feeds no Facebook, não devem nos deixar tão cegos que não possamos distinguir entre alguém sendo injustamente deportado ou alguém sendo responsabilizado pelas más escolhas que fez, documentos de autodeportação que assinaram ou por crimes cometidos.

Os imigrantes que estão indocumentados devem fazer tudo que estiver ao seu alcance para seguir as leis deste país e evitar acusações criminais de qualquer tipo. Ser indocumentado é saber que você será julgado em um padrão mais elevado. É justo? Considerando a determinação da administração Trump, eu não acredito que podemos nos dar ao luxo de discutir isso.

É escolha das autoridades deste país criar um programa para ajustar a situação dos imigrantes indocumentados e conceder sua residência legal. E quando chegar esse momento, o trabalho do imigrante indocumentado é estar pronto, com impostos pagos via um número de identificação de contribuinte federal, e uma ficha criminal limpa.

Devemos usar o nosso melhor julgamento e discernir entre o que é justiça e o que é injustiça no caso de deportações.

Quando chegar a hora que um pai ou mãe trabalhdor, sem ficha criminal é pego pelo ICE, simplesmente por estar no lugar errado na hora errada, é quando todos nós devemos gritar injustiça.

Enquanto isso, não podemos buscar justiça sem entender nossa própria responsabilidade de trabalhar com nossas autoridades na prevenção do crime, e com grupos de direitos dos imigrantes e advogados para educar os membros da comunidade sobre as leis criminais do estado.

 

A única maneira que podemos ajudar a minimizar o risco de deportação agora é através da educação sobre as leis estaduais e federais, orientando os membros da comunidade de imigrantes indocumentados em como salvaguardar a si mesmos e suas famílias. Ajudá-los a nunca perder a esperança e estarem prontos para quando chegar a hora em que aqueles, cuja única culpa é como entraram no país, que não fizeram nada senão ser excelente complemento a America e querem fazer parte dela, finalmente terão uma chance justa.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedIn
April 5, 2017

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *