A Mensagem é Alta e Clara: Precisamos que os Jovens se Envolvam em Atividades Físicas

View this post in other languages: English, Español

Esportes

A Mensagem é Alta e Clara: Precisamos que os Jovens se Envolvam em Atividades Físicas

By Estela Camacho

Às vezes, achamos que não podemos adicionar mais atividades na rotina diária dos jovens, mas as estatísticas mostram que nossos jovens ainda não estão se exercitando o suficiente. Muitos dos envolvidos em vários esportes organizados para jovens veem um declínio na participação e um aumento no tempo de tela. Expectativas de comprometimento, pais trabalhando mais e mais horas, aumento dos custos nas inscrições são apenas algumas variáveis que impedem os pais de priorizar o bem-estar físico em suas famílias.

Os dados apresentados no artigo “Novos dados mostram que não há melhora nas taxas de obesidade”, da Revista Recreation Management, não surpreendem sobre o problema da obesidade em nosso país. Eu ouso fazer a pergunta: “Estamos falhando com nossos filhos”? Podemos impulsionar coletivamente a mudança para ela acontecer? A obesidade infantil é um desafio na grande Danbury, começando com nossos filhos mais novos em idade pré-escolar. As escolas e os programas da área continuam a implementar a mensagem 5-2-1-0: cinco frutas e verduras, não mais do que 2 horas de tempo de tela diariamente, 1 hora de exercício (ou brincadeiras ao ar livre) e 0 bebidas açucaradas. “A questão da saúde está piorando entre algumas de nossas crianças mais jovens, com 34% dos alunos começando o jardim de infância lutando com hábitos alimentares e de exercícios que levam ao ganho de peso e obesidade”, explica Maureen Farrell, MPH, diretora regional de Bem-Estar Comunitário da YMCA de Western CT, acrescentando: “Eu também acho que o FOMO (medo de perder), talvez o primeiro filho, diminua com o terceiro e os pais sintam-se exaustos”. Muitos não querem dirigir uma ou duas horas para jogos, partidas, competições, etc. A Danbury Athletic Youth Organization (DAYO) é uma das poucas organizações que ainda oferece transporte de ônibus para jogos de futebol, algumas competições de atletismo e de torcida. “É importante viajar como uma equipe e se prepararem juntos antes do jogo, isso também limita as frustrações dos pais ao conduzir seus filhos e levá-los ao local a tempo”, diz o presidente da DAYO, Nick Kaplanis.

O que precisa acontecer com os esportes juvenis é o fundamental, ser divertido, fazer as crianças quererem voltar para mais DIVERTIMENTO toda semana. As crianças PRECISAM ser ativas e, infelizmente, nós, como pais, não lhes damos a oportunidade de brincarem livres ou descobrirem o que fazer. Em vez disso, nós os colocamos em frente à tela para entretenimento, o que cria um vício de gratificação instantânea, então, para eles realmente descobrirem o que fazer parece assustador. “Como uma criança dos anos 70 e 80, algumas das minhas melhores lembranças são dos jogos ‘inventados’ que criávamos lá fora TODOS OS DIAS!”, afirma Kathleen Smith Keefe. A melhor coisa que os pais podem fazer pelos filhos é envolvê-los em alguma atividade física, não apenas pelos benefícios à saúde, mas também pela interação social e pelo tempo gasto longe da tela. A criança não precisa ser uma atleta de elite ou lutar por isso, mas a atividade física e o desenvolvimento social e emocional que o esporte pode oferecer são inestimáveis.

A famosa citação de Hillary Clinton: “É preciso uma aldeia para criar uma criança”, é certamente verdade no esporte.

Relembro as inúmeras vezes em que levei o primeiro filho para praticar esporte, e corri para levar o segundo e terceiro para outra função esportiva e pedi amigos paradar uma carona a um deles para casa. Investir na saúde física de nossas crianças não é tarefa fácil, mas é essencial para um crescimento saudável. Essa consideração foi feita em todos os níveis — local, estadual e federal — sempre buscando promover políticas e oferecer programas para prevenir a obesidade, apoiando os esforços de escolas, agências e departamentos de saúde. Na grande área de Danbury, temos uma infinidade de organizações que oferecem atividades físicas a partir dos 3 anos de idade e até mais jovens. Para obter mais informações, acesse os sites das seguintes organizações: Danbury Athletic Youth Organization, Danbury Police Athletic League, Regional YMCA e o Departamento de Recreação da Cidade de Danbury. Para mais informações sobre outras organizações juvenis, entre em contato com Estela Camacho em EstelaGC005@gmail.com.

Para obter informações detalhadas sobre o Relatório de Obesidade Infantil em Connecticut, 2018, acesse este link fornecido pelo YMCA Regional: https://portal.ct.gov/-/media/Departments-and-Agencies/DPH/dph/hems/nutrition/PDF/Childhood-Obesity-Report-2018-final.pdf?la=en.

Não há atalhos fáceis e fazer com que nossos filhos saiam e brinquem ou se inscrevam para um esporte/atividade física de seu gosto é um investimento em uma saúde melhor. É nossa obrigação social oferecer soluções coletivamente.

 

Para informações adicionais, ligue para Estela Camacho no telefone 203-530-2457 ou envie um e-mail para EstelaGC005@gmail.com. Você também pode aprender mais sobre a organização em www.dayosports.com, no Facebook (Danbury Athletic Youth Organization) ou Twitter (@DAYOinfosports) ou ler sobre nós no Tribuna Newspaper.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedIn
November 8, 2018

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *