Cuidados com os Golpes das Empresas de Mudança

View this post in other languages: English, Español

Get Smart - Pass It On

Cuidados com os Golpes das Empresas de Mudança

By Catherine Blinder

Mudar pode ser emocionante, especialmente se você estiver indo para uma casa ou apartamento novo, um bairro novo ou começando um novo capítulo da sua vida! Mudar também pode ser estressante, por isso, quando contratar uma empresa de mudanças, tenha certeza de que ela embale e transporte seus pertences com cuidado e profissionalismo.

De acordo com o Departamento de Transportes dos EUA, mais de 40 milhões de mudanças ocorrem a cada ano, e a maioria ocorre sem problemas. No entanto, qualquer pessoa com um caminhão e um site pode alegar fazer mudança e, infelizmente, os golpistas que se aproveitam dos consumidores não seguem as regras ou agem com ética.

Em junho do ano passado, uma empresa de mudança de Connecticut cobrou, de uma mulher da Califórnia, US$ 3.100 para transferir seus pertences para Reno, Nevada. No dia anterior à mudança, o empresário informou que o preço havia subido para US$ 3.800 depois de ter feito uma contagem real das caixas. Mais tarde, eles tentaram incluir uma taxa adicional de US$ 300,00 para o carregamento final. Quando ela se recusou a pagar o valor adicional, citando o valor original, a empresa partiu com seus móveis e não os entregou até quase um mês depois. Muitos de seus itens foram quebrados, amassados ou danificados. Além disso, líquidos vazaram em muitas caixas.

A consumidora ficou tão irritada que os envergonhou nas redes sociais por meses — a empresa acabou mudando de nome, mas é bem provável que ela continue enganando os consumidores com outro nome.

De acordo com o Departamento de Justiça dos EUA, dizer aos clientes que seus itens não serão devolvidos, a menos que eles concordem em pagar taxas extras, é parte de um golpe realizado por muitas empresas.

Das mais de 8.000 queixas contra empresas de mudança ano passado, as mais comuns envolviam:

  • Danos ou desaparecimentos de pertences pessoais e dificuldade em obter compensação por perdas ou danos.
  • Contas finais muito mais altas que a cotação original.
  • Atraso na entrega.
  • Danos a apartamentos, casas e condomínios.
  • Trabalhadores que exigem um pagamento adicional antes de liberarem as propriedades.
  • Consumidores responsabilizados pelas taxas de armazenamento enquanto negociavam o pagamento final.

De acordo com a lei federal, as empresas devem fornecer uma cópia da publicação federal “Seus direitos e responsabilidades quando você se muda”. Se não o oferecerem, peça uma cópia, ela responderá muitas de suas perguntas e fará boas sugestões.

Converse com amigos e familiares que fizeram uma mudança recente. Eles podem lhe dizer quais perguntas fazer e quais desafios encontraram enquanto procuravam por uma empresa de mudança.

As empresas respeitáveis farão uma visita ao local antes de redigir o contrato. Certifique-se de que todas as informações estejam nele antes de assiná-lo. Lembre-se de sempre ler as letras miúdas em qualquer papel que você assinar, desde o contrato inicial até o documento final de carga (a lista detalhada do que foi embalado). E você deve pedir por escrito o preço final.

Além disso, as empresas respeitáveis:

  • Mostrarão provas de que são certificadas e registradas no Departamento de Transporte de Connecticut, bem como prova de seguro.
  • Podem pedir um depósito razoável, mas não exigirão dinheiro ou pagamento total antecipado.
  • Oferecerão dois níveis diferentes de seguro de responsabilidade — a proteção total do valor garantirá que você receba o valor total da substituição de seus pertences ou o valor de liberação significa que a empresa se responsabiliza em pagar não mais que 60 centavos cada 500 g de um item.

NÃO contrate uma empresa de mudança se ela:

  • Quiser lhe dar uma estimativa por telefone, sem ver sua casa e seus pertences.
  • Solicitar sua assinatura em documentos incompletos ou em branco.
  • Exigir uma grande quantia em dinheiro como adiantamento antes da sua mudança.
  • Não retornar telefonemas nem confirmar a data.
  • Tiver caminhões sem marca, ou um nome como “Empresa de mudança”.
  • Não fornecer nenhum endereço local ou informações de licenciamento e seguro em seu site.

Se já ouviu falar de alguém que você sabe que está sendo enganado, ou se você mesmo já foi vítima, lembre-se de avisar os outros e passar adiante!

Se acredita que foi enganado, contate o:

Departamento de Transportes de CT em http://www.ct.gov/dot/complaintform

Better Business Bureau em https://www.bbb.org/consumer-complaints/file-a-complaint/get-started

Departamento de Transporte dos EUA em http://nccdb.fmcsa.dot.gov

Move Rescue, um grupo de defesa do consumidor que ajuda quando seus pertences estão sendo segurados por uma empresa de mudança: 800-832-1773.

Para obter mais informações sobre empresas de mudança, consulte www.protectyourmove.gov.

 

Este artigo foi escrito por Catherine Blinder, diretora de educação e extensão do Departamento de Proteção ao Consumidor do Estado de Connecticut. Para saber mais sobre como o Departamento de Proteção ao Consumidor pode ajudá-lo, visite-nos on-line em www.ct.gov/dcp.

 

 

 

 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedIn
August 23, 2018

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *