Nunca é Muito Cedo para Dicas de Compras de Final de Ano!

View this post in other languages: English, Español

Get Smart - Pass It On

Nunca é Muito Cedo para Dicas de Compras de Final de Ano!

By Catherine Blinder

É outono e hora de aproveitar essas últimas semanas de calor. E agora que o Halloween já passou, podemos começar a nos preparar para a próxima temporada de final de ano!

Infelizmente, estes dias de Ação de Graças trazem, junto com a família, amigos e comida, a agitação de compras da Black Friday. No entanto, à medida que mais e mais pessoas tentam evitar as multidões e acabam ficando em casa e comprando on-line, é importante lembrar que existem maneiras de se proteger contra fraudes e conseguir o melhor negócio!

Por isso, vamos considerar formas de poupar dinheiro e tentar antecipar suas compras de final de ano!

Um pouco de pesquisa pode economizar muito dinheiro. Mesmo quando você sabe o que quer, pode ser difícil escolher entre dezenas de produtos, marcas e websites. Use essas dicas para ajudar a conseguir o melhor negócio — e evitar ser vítima de fraude on-line.

Pense no que você quer.

Você quer o produto topo de linha ou algo genérico? Você quer uma marca em particular? Há detalhes indispensáveis? Qual é o seu orçamento? Se decidir o que é importante para você antecipadamente, é menos provável que faça uma compra por impulso.

Faça uma pequisa sobre os produtos.

Muitas vezes, os recursos de um produto básico e a versão topo de linha do mesmo fabricante são os mesmos, e os “extras” são responsáveis pela diferença de preço. Por exemplo, você pode ter que pagar mais por uma torradeira com um relógio e um modelo mais chique, mesmo que esta faça a mesma torrada que um modelo mais barato. Os sites dos fabricantes geralmente têm mais informações sobre os detalhes do produto. Vale a pena lê-las com cuidado.

Use os mecanismos de pesquisa.

Se você acha que encontrou um bom negócio, mas não está familiarizado com o produto ou a empresa que o está vendendo, explore um pouco mais. Digite o nome da empresa ou do produto no seu mecanismo de pesquisa favorito com os termos “comentário”, “reclamação” ou “fraude”. Se encontrar comentários ruins, terá que decidir se a oferta vale o risco. Afinal, só é um bom negócio se você realmente conseguir um produto que funcione. Essa também é uma boa ideia para qualquer prestador de serviços que você esteja considerando.

Verifique os sites de comparação de preços.

Esses sites conectam você a muitos varejistas que vendem o mesmo produto, às vezes a preços significativamente diferentes. Compare seu preço total de compra, incluindo frete e entrega, e impostos, em vez de apenas o preço de venda. Sites diferentes também têm políticas de devolução diferentes. Verifique-as e descubra se será cobrado taxas extras de envio ou reposição para devoluções. Alguns sites até permitem que você se inscreva para receber alertas quando os preços mudam.

Considere o uso de cupons on-line.

Algumas empresas oferecem descontos para compradores on-line por e-mail; outros sites coletam e listam códigos para frete grátis e outros descontos. Para procurar descontos, insira o site ou o nome da empresa e “desconto”, “cupom” ou “frete grátis” em um mecanismo de pesquisa. Fique longe de sites que exijam que você faça o download de software ou insira informações financeiras para acessar os códigos. Nunca insira suas informações pessoais.

Lembre-se também de que o preço de um cupom nem sempre é o melhor, novamente, é importante pesquisar.

Leia os comentários, mas seja cético.

Ao considerar uma revisão, pense na fonte da informação: ela é de uma organização especializada imparcial, um consumidor, muitos consumidores individuais, um colunista ou da própria empresa?

Você pode ter uma boa ideia sobre o desempenho de um produto lendo os comentários dos usuários em sites de comparação de preço ou de compras. Mas eles podem não representar a experiência de todos os compradores: a FTC processou empresas que publicaram avaliações positivas “falsas”. E algumas avaliações negativas podem vir de concorrentes.

Você também pode procurar sites especializados em revisar produtos. Esses sites não vendem produtos, mas oferecem análises e comparações feitas por especialistas.

E se tiver um problema?

Faça a si mesmo algumas perguntas: a marca tem uma reputação de bons produtos e excelente atendimento ao cliente? Qual é o prazo de entrega prometido? Como você entrará em contato com o vendedor se houver algum problema? A empresa aceitará devoluções? Em caso afirmativo, serão cobradas taxas de reposição? Se precisar de mais informações você pode encontrá-las no site, use a caixa “chat” ou “ajuda” que a maioria dos sites de compras tem.

Se você comprar com cuidado e sem pressa, fazer compras em casa pode ser mais relaxante e ainda sobra tempo extra para a família e amigos na temporada de final de ano!

E como sempre, passe adiante!!

 

Este artigo foi escrito por Catherine Blinder, diretora de educação e extensão do Departamento de Proteção ao Consumidor do Estado de Connecticut. Para saber mais sobre como o Departamento de Proteção ao Consumidor pode ajudar, acesse www.ct.gov/dcp.

 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedIn
November 8, 2018

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *