Planos e Contratos de Celular

View this post in other languages: English, Español

Get Smart - Pass It On

Planos e Contratos de Celular

By Catherine Blinder

Os tempos mudaram. Até dez anos atrás, não imaginávamos como os telefones celulares mudariam a forma como fazemos negócios, como mantemos contato com amigos e familiares, como chegamos de um lugar ao outro, como verificamos nosso saldo bancário e como ficamos atualizados com as notícias.

Muitos de nós não conseguem administrar a vida hoje sem celular. Agora temos a capacidade de nos comunicarmos com a família a milhares de quilômetros de distância, acessar todos os tipos de informações (nem todas úteis!) e compartilhar fotos com nossos amigos.

Através de nossos telefones, a Internet nos permite acessar informações de quase todos os tipos em segundos. Também é compatível com aplicativos de redes sociais que fazem parte da cultura atual. Hoje, o americano médio consome entre 2 e 5 gigabytes (GB) de dados móveis por mês, um salto enorme de 435 megabytes, ou quase meio GB, de 2011.

As empresas de telefonia celular reconhecem nosso crescente uso e confiança em nossos telefones e na Internet, motivo pelo qual os planos que oferecem dados e minutos ilimitados ou altos créditos estão aumentando. Os planos podem ser confusos e muitos consumidores não entendem os detalhes dos serviços prestados pelas operadoras de telefonia celular ou não reconhecem quando estão sendo passados para trás.

Problemas comuns enfrentados

As quatro queixas mais comuns são:

“Troca brusca” – Acontece quando uma companhia telefônica muda ilegalmente seu serviço para local ou portagem local, sem a sua permissão.

“Adicionais” – Quando a companhia telefônica adiciona recursos ou serviços adicionais ao seu plano sem sua permissão, resultando em pagamentos/custos extras.

Choque com a conta – Quando sua conta de telefone tem um aumento súbito e inesperado, que não é causado por uma alteração no plano ou serviço de telefone.

Anúncios falsos ou enganosos – Quando você comprou um serviço ou plano específico, mas o que recebeu é diferente do que entendeu que estava recebendo. Por exemplo, comprar um plano “ilimitado”, mas ser cobrado pelo uso de mais dados ou minutos.

O que você pode fazer

As coisas que você pode fazer para se proteger e evitar esses problemas comuns são:

Esteja ciente de quem tem acesso às informações da sua conta. Certifique-se de guardar as informações da sua conta. Alguns golpistas enviarão links por meio de texto ou e-mail, solicitando que você insira as informações da conta da sua operadora de telefonia celular.

Esses links podem dizer que você recebeu um desconto ou uma promoção especial ou um novo plano. Ao inserir as informações da sua conta, os golpistas terão acesso à ela.

Avalie quais planos e pacotes você selecionou. Certifique-se de que os planos e pacotes selecionados sejam mais adequados às suas necessidades e às de sua família. A maioria dos planos “ilimitados” das operadoras de telefonia celular começa a diminuir a velocidade dos dados depois que uma pessoa ultrapassa 22 GB. Se você acredita que não precisará de 22 GB de dados móveis por mês, ou não ligará ou enviará mensagens de texto com frequência, pergunte sobre outros planos e pacotes disponíveis que atendam melhor às suas necessidades e orçamento.

Esteja ciente dos custos extras e encargos antecipadamente. Existem alguns pacotes e ofertas especiais que exigem que você tenha ou atualize um plano mais caro, mas isso nem sempre é claro nos anúncios. Antes de optar por uma oferta ou pacote especial, verifique se há cobranças extras ocultas que serão adicionadas à sua fatura posteriormente.

Faça sua pesquisa. Se você estiver procurando por uma nova operadora, reserve um tempo para pesquisar sua melhor opção. Compare planos e preços e leve em consideração as experiências e comentários de outros consumidores ao tomar sua decisão. Leve o seu tempo, muitas vezes é muito difícil ou caro cancelar um contrato.

Maneiras de se proteger

Se você está tendo problemas com o seu plano de celular:

E lembre-se, um consumidor inteligente é um consumidor educado!

Este artigo foi escrito por Catherine Blinder, diretora de educação e extensão do Departamento de Proteção ao Consumidor do Estado de Connecticut. Para saber mais sobre como o Departamento de Proteção ao Consumidor pode ajuda-lo, visite-nos on-line em www.ct.gov/dcp.

 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedIn
April 18, 2018

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *