A História de Felipe Peláez

American Dream Awards, American Dream Series, Cover, Noticia

A História de Felipe Peláez

By

Nosso entrevistado hoje chama-se Felipe Peláez. Ele nasceu e morou na Colômbia, especificamente na cidade de Medellín, província de Antioquia. Diga-me Felipe, por que você decidiu vir para este país?

“O principal motivo foi a minha filha mais velha. Eu estava divorciado e sua mãe decidiu se mudar da Colômbia para os EUA. Eu não queria que minha filha crescesse sem a presença do pai. É por isso que decidi fazer isso e porque na época — e também agora — este país era um lugar maravilhoso para se viver. É um lugar onde, se você trabalha duro e honestamente, pode conseguir muito. Além disso, para ser sincero, fiquei muito atraído pela ideia de viver em um lugar onde você se sinta seguro. Infelizmente, a Colômbia é um país muito bonito, mas a segurança não faz parte da vida cotidiana”.

felipe.favorite pic4

O que você fazia na Colômbia? “Eu sou graduado em Administração de Empresas. Na Colômbia, meu último trabalho foi com uma empresa que vendia ferramentas elétricas em todo o país. Eu era encarregado da logística e tudo relacionado ao atendimento ao cliente. Quando cheguei a Mount Kisco, NY, em 2000 trabalhei pela primeira vez como lavador de pratos, hoteleiro, açougueiro e uma série de atividades semelhantes que levaram à minha certificação em diferentes áreas relacionadas a hotel e comida. No entanto, não posso reclamar porque ao longo do caminho aconteceram muitas experiências positivas e conheci pessoas maravilhosas. Em 2006, comecei a trabalhar com uma empresa aqui em Connecticut que possuía vários cafés. No começo, meu trabalho como gerente era treinar e dar apoio as novas filiais. Como um sinal de confiança, em 2010 me foi oferecido a administração de uma filial em Ridgefield. Felizmente, posso dizer que agora estou negociando a compra dessa cafeteria”.

Então, você está passando de empregado a empresário? “Sim, estou nesse período de transição. Mas, para ser sincero com você, o mais importante não é quem possui o negócio. O mais importante é atender todos os dias os clientes com um sorriso, com alegria e certificar-se de que o cliente esteja sempre satisfeito. Ridgefield é uma comunidade onde todos se conhecem e onde as pessoas não se esquecem de agradecer. Além disso, aprecio o fato de retornar às minhas raízes, porque meu avô materno tinha uma cafeteria e também comprava café, tostava e o vendia. Por outro lado, meu avô paterno dedicava-se ao cultivo de café. Crescer no eixo do café da Colômbia e não conhecer e amar o café é impossível”.

Você se sente feliz neste país? “Eu sempre acreditei que alguém faz sua própria felicidade. Quando clientes ou pessoas me perguntam como estou, eu sempre respondo ‘maravilhoso!’ e eles sorriem. Eles até brincam comigo e me chamam de ‘homem maravilhoso’.”

O que é o mais importante na sua vida? “Essa é uma pergunta muito fácil de responder: minhas duas filhas. Elas significam tudo para mim. Para elas eu trabalho duro, para elas eu sigo adiante todos os dias. Elas são o presente mais precioso que a vida me deu. Fui abençoado com elas”. Qual seria a sua mensagem final? “O primeiro passo para a felicidade é afirmá-la, o segundo é prová-la e, finalmente, aceitá-la quando ela chega e resolve os problemas como eles podem ser resolvidos…”

María Danniella Gutiérrez-Salem exerceu direito na Venezuela antes de seguir seu próprio sonho americano e se tornar uma escritora nos Estados Unidos. Mdgutier@gmail.com.

 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedIn
August 11, 2017

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *