A História de Jessica Ruiz

View this post in other languages: English, Español

American Dream Series, Noticia

A História de Jessica Ruiz

By Maria Danniella Gutiérrez- Salem

Nossa entrevistada hoje é uma menina de 23 anos, e seu nome é Jessica Ruiz.

Qual a sua história? “Minha história é muito longa, com muitos altos e baixos, apesar da minha pouca idade, mas descobri ao longo dos anos que todas as coisas que nos acontecem na vida são para nos levar na direção certa”.

O que a motiva pensar isso? “Quando eu estava no colégio, fiquei grávida do meu filho. Eu sou mãe solteira. Foi um momento difícil para minha família. No entanto, devo dizer que meu filho foi amado desde o primeiro momento em que eu soube que estava grávida. Acho que enquanto ele crescia dentro de mim, ele me deu muita força e talvez por isso não estivesse tão assustada quanto todos pensavam que eu ficaria sendo tão nova e com uma responsabilidade tão grande. Eu não abandonei a escola porque tive o apoio da minha família e do avô de meu filho, que tem sido um anjo em nossas vidas. Rezo a Deus para que meu filho cresça e se torne um homem honesto, trabalhador e disposto que ajude a todos, como ele.”

Qual é a sua profissão? “Eu sou estilista e devo dizer que adoro meu trabalho. É muito bom poder fazer algo tão simples quanto mudar a aparência de uma pessoa e aumentar sua autoestima. É uma profissão rentável, se você for organizada, responsável e estudar constantemente. Hoje em dia, você pode aprender não só participando de eventos ou fazendo cursos, mas também pode encontrar inúmeros tutoriais on-line.”

Como você se vê no futuro? “Vejo-me abrindo uma escola para ensinar mulheres de baixa renda para que elas possam aprender algo que lhes permita ter uma vida decente em uma bela profissão. Todos nós merecemos receber uma mão amiga.”

Vejo que você acredita no valor da família. “Para mim, a família é muito importante, cresci em uma que me ensinou o valor do trabalho, da honestidade e de apreciar o pouco ou muito que você tem. Desde que eu era pequena, aprendi com minha mãe, quem é uma mulher excepcional, que a felicidade não está no que temos, mas no que podemos compartilhar.”

Eu também percebi que você tem uma tatuagem de flor bonita em seu braço. “Quando meu filho nasceu. Eu queria tatuar seu nome para tê-lo em meu coração, pensamentos e até mesmo fisicamente comigo. Quero deixar claro que nunca gostei de tatuagens e nunca pensei que tivesse uma. Até a pessoa que tatuou o nome do meu filho perguntou se eu estava pronta para mais e eu lhe disse que seria apenas aquela. Ele disse que quando você faz uma, não consegue parar, que as tatuagens tornam-se parte da sua vida já que você escreve ou desenha no seu corpo os momentos que deseja lembrar. Ele estava certo porque depois de uma viagem à Colômbia, meu país de origem, fiz essa tatuagem de flores. Agora as pessoas me lembram da bela tatuagem em meu braço.”

Como você chegou aqui da Colômbia? “Meu avô estava morando aqui nos EUA, quando uma lei que dizia que se você trabalhasse para um cidadão americano, poderia mudar seu status imigratório. Ele fez isso e então nos convidou. Quando cheguei aqui, eu tinha apenas três anos. Mas, passei muitos verões na Colômbia, então, falo espanhol fluentemente. Da Colômbia, adoro os aromas, as cores e a alegria e o entusiasmo das pessoas. Mas nada é perfeito e é um país onde, embora as taxas de violência tenham diminuído ao longo dos anos, ainda é perigoso. Aqui me sinto segura e sei que meu filho terá melhores oportunidades. Sempre vou agradecer ao meu avô por pensar em nós.”

Qual seria a sua mensagem final? “Entusiasmo, trabalho duro, ajudar os outros e honestidade fazem parte do caminho mais direto que conheço para o sucesso.”

María Danniella Gutiérrez-Salem praticou direito na Venezuela antes de seguir seu próprio sonho americano e tornar-se escritora nos Estados Unidos. mdgutier@gmail.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedIn
November 16, 2017

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *