Em Meio a Crise de Opioide, Programas de Tratamento de Abuso de Substâncias São Cortados

View This Post In: English, Spanish

Noticia, Saúde

Em Meio a Crise de Opioide, Programas de Tratamento de Abuso de Substâncias São Cortados

By Jacqueline Rabe Thomas

Em qualquer dia, há 400 pessoas na lista de espera para os programas de tratamento e desintoxicação de abuso de substâncias pagos pelo Poder Judiciário do Estado.

“No mínimo, a espera é de dois meses”, disse Stephen Grant, diretor-executivo da Divisão de Apoio Jurídico.

A espera está prestes a ficar maior — e não por causa do aumento nas overdoses em todo o estado, mas porque esses programas estão sendo cortados para ajudar a fechar o déficit orçamentário do Estado.

Muito utilizado como uma forma de evitar que aqueles que cometem crimes menores vão para cadeia e com sorte ajudá-los a superar seus problemas de abuso de substâncias, o Poder Judiciário na semana passada notificou 10 fornecedores privados dizendo que não podia pagar 123 dos leitos que estava pagando nos programas de tratamento de abuso de substâncias — uma redução de 40 por cento.

Em New Haven — onde uma “emergência na saúde” foi declarada após 16 pessoas sofrem overdose, duas delas fatais — haverá menos 50 leitos para tratamento.

Na cidade vizinha Hamden, o Departamento de Crianças e Famílias e o Poder Judiciário notificaram o provedor sem fins lucrativos New Choices que deixariam de financiar seus programas de abuso de substâncias para jovens.

“Estamos preocupados com o que acontecerá com essas crianças, agora que já não somos uma opção”, disse Priscilla Martinez, diretora do programa. “Será que eles começarão a aparecer nas salas de emergência?”

O Poder Judiciário também cortou leitos de tratamento em Hartford, Middletown, New Britain, New London, Sharon e Waterbury. Com todos os cortes espera-se economizar $4 dos $77 milhões que a Assembleia Geral e o governador Dannel P. Malloy cortaram do orçamento do Poder Judiciário.

“A magnitude foi tão grande que tivemos de recorrer aos programas que são vitais. Não nos deixaram alternativas. A escolha é entre: você quer cortar esses programas residenciais ou o tratamento ambulatorial”, relatou Grant, que disse que o financiamento para o tratamento ambulatorial também teve que ser cortado. “Esperamos que a lista de espera agora chegue a 500 em um determinado dia. Tivemos que parar com as admissões na semana passada”.

O Departamento de Saúde Mental e os Serviços de Dependências também cortaram o financiamento de programas de abuso de substâncias. Esses cortes incluem o fechamento de programa de extensão aos desabrigados do The Southeastern Mental Health Authority, que fornece gestão de processos e serviços profissionais para as pessoas com problemas tanto de habitação como de saúde mental ou abuso de substâncias.

Com os 16 casos de overdoses em New Haven, o Departamento de Saúde Pública de Connecticut anunciou que estava enviando 700 doses de Narcan, um medicamento utilizado para reverter os efeitos de uma overdose de opioides, para ajudar a cidade.

“Esta é uma situação muito perigosa e que estamos levando a sério. Todos devem reconhecer que nenhuma região do país, estado, cidade ou vila está imune — isso afeta todos nós e muitas famílias em nosso estado e nação”, disse o governador Dannel P. Malloy, um democrata, em um comunicado. “É por isso que temos feito tudo ao nosso alcance para deter esta epidemia e evitar uma tragédia, incluindo a recente aprovação de uma série de medidas legislativas que tratam esta situação”.

“Estive em contato com a prefeita Harp e me comprometi a dar todo o apoio que o Estado pode fornecer. Isso inclui assegurar a disponibilidade contínua de Narcan para socorristas e outros profissionais na cidade que estejam necessitando administrar este medicamento para salvar vidas. Devemos continuar a lutar contra isso — juntos”, disse ele.

O governador disse também que sua administração procurará maneiras de substituir os leitos que estão sendo cortados, mas nenhuma decisão foi tomada.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedIn
July 23, 2016

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *