Disciplina Positiva: Acordos e Cumprimentos

View This Post In English, Espanol

PAIS & FILHOS

Disciplina Positiva: Acordos e Cumprimentos

By Carol Dores e Anne E. Mead, M.Ed.

Lembro-me do dia em que o nosso filho mais velho virou-se para o mais novo e disse: “Você não tem que fazer o que a mãe está dizendo para você fazer. Ela não vai obrigá-lo a fazer e não continuará com o castigo”.

Como mãe pensei: “Eu era muito fácil de levar. Meu filho acha que pode sair livre sem cumprir o que lhe foi pedido”.

Jane Nelsen, fundadora da Disciplina Positiva, tem algumas ideias ótimas para acompanhamento efetivo.

  • Tenha uma discussão amigável em que todos expressem seus sentimentos e pensamentos sobre o assunto.
  • Faça com que todos apresentem ideias para resolver o problema, sem julgá-las neste momento. Assim que todos sentirem que as possíveis soluções foram desenvolvidas, discuta qual ideia todos aceitam.
  • Estabeleça um prazo específico, até o minuto. (Este é muitas vezes o passo em que nos perdemos!)
  • Compreenda que o prazo provavelmente não será cumprido. Quando não for, siga com a sua parte do acordo, sem culpa, vergonha ou dor.
  • Para crianças mais novas, divida as tarefas em partes menores para que elas sintam-se bem-sucedidas depois de participarem da realização de pequenas partes de um projeto maior.

Aqui está um exemplo. Digamos que você tenha concordado que seu filho adolescente dobrará as roupas lavadas até domingo às 17:00. Se não for feito, faça comentários simples e claros: “Notei que você não dobrou a roupa. Por favor, faça isso agora”. Se seu filho contestar ou tentar adiar, simplesmente pergunte: “Qual foi o nosso acordo?” Em resposta as novas objeções ou esforços para adiar, não fale nada e use sinais não-verbais. Aponte para o relógio. Sorria. Dê um abraço. Aponte para o relógio novamente. Quando a criança ceder ao acordo, mesmo com grunhidos e expressões óbvias de irritação, simplesmente diga: “Obrigado por manter nosso acordo”.

Para as crianças menores, os pais podem fazer um jogo, dizendo: “Eu pegarei esta parte, quando você pegar aquela outra” ou “pegarei todos os blocos vermelhos enquanto você pega os azuis”. Você pode até tornar o desafio mais difícil para uma criança nas séries iniciais, dizendo: “Eu ficarei feliz em ajudá-lo(a) depois que você fizer 1/3 do trabalho sozinho(a)”. Isto dá a uma criança a sensação de que você ainda se importa e lhe oferece uma excelente oportunidade para ter uma discussão com seu/sua filho(a) sobre seu dia na escola ou novos amigos que ele(a) está fazendo.

Quer saber mais sobre Disciplina Positiva? Confira a programação de aulas em www.positivedisciplinect.org/parenting-classes/. Se não houver nenhuma que atenda às suas necessidades, mande um e-mail para info@positivedisciplinect.org, e faremos o melhor para atendê-las.

 

Este artigo foi escrito em conjunto por Carol Dores, instrutora certificada de Disciplina Positiva e Anne E. Mead, M. Ed., mãe e avó, administradora da Educação Infantil, Escolas Públicas de Danbury.

 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedIn
September 13, 2016

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *