Música ao vivo no Centro da Cidade

Veja esta notícia em: English, Español

Tem Cidade

Música ao vivo no Centro da Cidade

By P.J. Puntry - Tradução: Fernanda Magrini Sinha

Há muitas tarefas que CityCenter Danbury realiza em toda a cidade, seja recrutamento de negócios, promoção de eventos, melhorias nas ruas ou aumento da acessibilidade. Um dos objetivos que acho que estamos perdendo é o da música ao vivo no centro da cidade. Nós temos nossos grandes concertos durante o verão e, claro, o Taste of Greater Danbury, mas o que estou falando aqui é um destaque o ano todo de músicos locais talentosos.

O que será necessário para tornar o centro de Danbury o lugar para música ao vivo? Um conceito que tenho procurado implementar no meu papel no CityCenter é capitalizar nossa diversidade cultural através da promoção da música. Estou falando de todos os tipos de música aqui — jazz, country, rock n roll, alternativa, punk, reggae, latina, hip-hop, blues — como preferir.

Por que uma das mais diversas cidades do estado de Connecticut, e da região, não teria a cena musical mais diversificada? Eu sei que existem lugares em toda a cidade onde talentosos músicos mostram suas habilidades. Mas vamos criar uma força no centro de Danbury. Afinal, os centros urbanos de nossas cidades são o palco perfeito para esse tipo de expressão.

Permita-me pintar uma imagem aqui. Você está andando pela Main Street em uma madrugada de sábado. Você decide jantar no La Mitad del Mundo, já que está afim de uma cozinha equatoriana deliciosa e autêntica. Enquanto está desfrutando de sua refeição, começa a experimentar o estilo musical Pasillo, um gênero muito popular no Equador. Ao sair do restaurante, você caminha em direção ao Two Steps para encontrar alguns amigos.

Antes de atravessar a Ives Street, há alguém tocando no “piano público” que fica bem no final da calçada dos correios. Enquanto você puxa um banquinho no bar, e pede sua cerveja artesanal favorita, vira para apreciar rock clássico que preenche o ar. Se você ainda não achou sua música favorita, talvez seu próximo passo seja ir ao bar ao lado. À medida que você se aproxima da porta lateral do “bar”, você fornece aos cavalheiros na porta a senha supersecreta para conseguir entrar. Ao descer os degraus escuros de mármore, você abre a porta e lá ouve o jazz de Louis Armstrong e é imediatamente transportado de volta aos anos 20. Você pede seu whisky favorito, e relaxa nas cadeiras de couro excessivamente confortáveis.

Tornar o centro de Danbury a “capital da música ao vivo” do estado é certamente possível. O problema é que eu não posso fazer isso sozinho. Então, desafio nossa comunidade a se reunir para desenvolver um método para podermos realizar esse objetivo. Vai levar muito tempo, esforço e ideias, mas nada que a nossa grande cidade não consiga lidar.

 

P.J. Prunty é diretor executivo do CityCenter Danbury, o distrito de melhoria de negócios do centro da cidade de Danbury. Se você tiver dúvidas ou comentários, não hesite em contatá-lo em 203-792-1711 ou em pjprunty@citycenterdanbury.com.

 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedIn
January 27, 2017

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *